Meu humor



Meu perfil
BRASIL, Centro-Oeste, TAGUATINGA, TAGUATINGA NORTE, Mulher, de 26 a 35 anos, Gastronomia, Viagens



Arquivos
 25/06/2006 a 01/07/2006
 18/06/2006 a 24/06/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog de karinequerido
 


Olááááá!!!

Caros amigos homens que se dizem gostar de mulher e caras amigas mulheres leiam com atenção este texto, é uma ótima lição de moral e cívica, de vida e de sobrevivência para todos nós, homens e mulheres.

Beijos, beijos, beijos... 

 

A ARTE DE GOSTAR DE MULHER   

*Rafael Martí

 

Ainda nos meus tempos de graduação em jornalismo na Uerj, fui assistir a uma palestra do fotógrafo André Arruda, que foi do JB, Globo e trabalhava, entre outras coisas, com moda. Em determinado momento da palestra ele relatava a sua experiência em fotografar nu artístico e soltou a seguinte frase: "...para fotografar nu feminino é preciso gostar de mulher". Eu sorri, porque na minha cabeça aquilo parecia meio óbvio, mas antes que qualquer um fizesse algum comentário ele completou.

"Não se trata de gostar de mulher no sentido sexual, ter tesão por mulher nua, essas coisas. Isso pode ter também. Mas se trata de gostar de mulher em um sentido mais profundo. Gostar do universo feminino. Observar que cada calcinha é única, tem uma rendinha diferente e ficar entretido com isso", afirmou.

O fato é que eu concordo com o conceito do Arruda sobre gostar de mulher. Não basta ser heterossexual, o machão latino. Para gostar de verdade de uma mulher são necessários outros requisitos que são raros. Por isso a mulherada anda tão insatisfeita.

 Sensibilidade é fundamental. Paciência também. O homem que não tem paciência para escutar a necessidade que a mulher tem de falar, ou sensibilidade para cativá-la a cada dia não gosta de mulher. Pode gostar de sexo com mulher. O que é bem diferente.

Gostar de mulher é algo além, é penetrar em seu universo, se deliciar com o modo com que ela conta todo o seu dia, minuto por minuto, quando chega do trabalho. Ficar admirando seu corpo, ser um verdadeiro devoto do corpo feminino, as curvas, o cabelo, seios. Mas também cultuar a sagacidade feminina, sua intuição, admirar seu sorriso que é muito mais espontâneo que o nosso.

Gostar de mulher é querer fazer a mulher feliz. Levar flores no trabalho sem nenhum motivo a não ser o de ver seu sorriso. É escutar pacientemente todas as queixas da chefa rabugenta, que provavelmente é assim porque seu homem não gosta de mulher.

O homem que gosta de mulher não está preocupado em quantas mulheres ele comeu durante a vida, mas sim com a qualidade do sexo que teve. Quantas mulheres ele realizou sexualmente, fazendo-as se sentirem desejadas, amadas, únicas, deusas, na cama e na vida.

O homem que gosta de mulher não come mulher. Ele penetra não só no corpo, mas na alma, respirando, sentindo, amando cada pedacinho do corpo, e, é claro, da personalidade.

"Para viver um grande amor é necessário ser de sua dama por inteiro", afirmou Vinícius de Morais no poema "Para viver um grande amor". Para amar verdadeiramente uma mulher o homem deve ser totalmente fiel, amá-la até a raiz dos cabelos. Admirá-la, se deixar apaixonar todo dia pelo seu sorriso ao despertar e principalmente conquistá-la, seduzi-la, como se fosse a primeira vez. O homem que não tem paciência, nem tesão, nem competência para lhe seduzir várias e várias vezes, esse, minha amiga, não se iluda, não gosta nem um pouco de mulher.

Conquistar o corpo e a alma de uma mulher é algo tão gratificante que tem que ser tentado várias vezes. Só que alguns homens, os que não gostam de mulher, querem conquistar várias mulheres. Os que gostamos de mulher é que conquistamos várias vezes a mesma mulher. E isso nos gratifica, nos fortalece e nos dá uma nova dimensão. A dimensão da poesia, do amor e em última instância do impenetrável universo feminino. Mas atenção amigos que gostam de mulher: gostar de mulher e penetrar em seu universo não é torná-las cativas e sim libertá-las, admirá-las em sua insuperável liberdade.

Uma das músicas com que mais me identifico é uma em inglês, por incrível que pareça, para um nacionalista e anti-imperialista convicto. É a "Have you really loved a woman?", do cantor Bryan Adams. A música foi tema do filme Don Juan de Marco, e em uma tradução livre quer dizer "você já amou realmente uma mulher?". Em toda a música o cantor fala sobre a necessidade de se conhecer os pensamentos femininos, sonhos, dar-lhe apoio, para amar realmente uma mulher.

 Essa música é perfeita. Como se vê, gostar de comer mulher é fácil. Agora gostar de mulher é dificílimo. Precisa ser macho de verdade para isso. Quem se habilita?

 

Rafael Martí é jornalista e gosta muito de mulher.

 



Escrito por karinequerido às 15h31
[]





O Tempo passa, o tempo voa...

 

Depois de tanto tempo sem dar as caras por aqui estou de volta, sem muito assunto ou inspiração.

Falando em tempo hoje li um trecho de A Lista do Oswaldo Montenegro e fiquei pensando como são coisas, a vida, o tempo. Tudo é tão inconstante, as coisas vêm e vão, as pessoas vão e vem e tudo passa como as ondas do mar, não é isso mesmo?

Olha só que interessante.

 

“Faça uma lista de grandes amigos; Quem você mais via há dez anos atrás

Quantos você ainda vê todo dia? Quantos você já não encontra mais?

Faça uma lista dos sonhos que tinha; Quantos você desistiu de sonhar?

Quantos amores jurados pra sempre? Quantos você conseguiu preservar?

Onde você ainda se reconhece; Na foto passada ou no espelho de agora?

Hoje é do jeito que achou que seria? Quantos amigos você jogou fora?

Quantos mistérios que você sondava; Quantos você conseguiu entender?”

 

Eu tentei responder a essas perguntas mas não consegui ir muito bem, fiquei um pouco deprê porque vi que muita coisa que sonhei e imaginei, ficou perdida num tempo que nem vi passar.

Dos meus amigos, tantos se foram alguns ficaram distantes mas ficaram, outros estão tão longe que nem sei por onde andam e daí o que restou. Ah! Sim senhor restaram outros sonhos, novos sonhos, outros amigos, novos amigos, quanto aos amores simplesmente vou me isentar sobre este assunto afinal acho que sou uma pessoa muito acertada nesse lance sentimental então é melhor mesmo deixar pra lá.

Então povo vocês gostaram dessa que mandei aí?

Espero que sim, façam vocês também uma reflexão sobre o assunto e comentem aí como estão as coisas pra vocês depois do tempo passar assim sem nem avisar que está indo.

Té mais.



Escrito por karinequerido às 18h19
[]





Voltei!!!!

 

Em primeiro lugar quero esclarecer a senhorita Claudia Helena que eu já escrevi de novo depois do dia 12 de maio, veja o do dia 17, mas como sei q todo estão aflitos por mais histórias mirabolantes vou contar uma que é o máximo.

 

Apesar do aviso de minha ilustríssima irmã de que se eu contasse a história do xampu eu iria apanhar dela qdo chegasse em casa não posso deixar essa pérola fora do conhecimento de meus digníssimos leitores, assíduos e participantes.

 

Tudo começou num belo dia de sol e trabalho. Minha linda, loura e Diva, irmãzinha, foi tomar seu banho matinal pra sair pra labuta. Quando a coitadinha foi lavar seus longos e louros cabelos sem perceber deixou escorrer um fio de xampu pela sua linda face o qual foi aspirado sem ser visto pela loura.

 

Calma o melhor vem agora.

 

Após a aspiração, o xampu foi parar lá em cima, bem dentro das narinas. A bichinha se engasgou e parecia um gato chiando para se desengasgar. Começou emitir um som muito peculiar, algo assim, eu diria, bizarro?!?!?!?!?

 

Bem depois disso sua boca começou a espumar, literalmente, tipo assim quando a gente é mordido de cachorro louco e pega raiva e fica com a boca espumando, caraaaacaaaaaaaaaaaaaa.

 

Foi muito doido. Kkkkkkkkk

 

Mas vejam o lado bom da coisa, eu mais que depressa, como uma grande empreendedora que sou, tive uma idéia brilhante, praticamente coisa de loura. Vou lançar uma nova moda no mercado. Cheirar xampu, não sei se dá barato, mas vai ser o maior barato.

 

Imaginem comigo: a gatinha, ou gatinho, tanto faz, vai pra balada numa linda e promissora noite de sábado e leva consigo seu frasquinho de xampu.

 

Lá pelas tantas ela (e) saca seu frasquinho de xampu e dá uma cheiradinha discretamente, logo em seguida começa a soltar bolinhas de sabão, ou melhor de xampu, pela boca. Vai ser o bicho!!!!

 

Pensa!!! As luzes da boite batendo nas bolhinhas de xampu e elas ficando de várias cores, em câmera lenta, cara vai ser a onda do momento.

 

É isso aí meus amigos, vamos aderir a nova onda, vamos cheirar xampu e soltar muitas bolhinhas nas baladas, mas não se esqueçam sejam discretos na hora de dar uma cheiradinha, afinal eu ainda não sei se é ilegal e depois é bem mais interessante se ninguém souber como vc faz isso...

 

Gentem depois falo mais com vocês OK???

Beijos, beijos, beijos, beijos...

Escrito por karinequerido às 17h59
[]





O começo

 

Tudo começou há quase 30 anos atrás, veja bem eu disse quase 30, o que significa que ainda não é 30, será só no dia 3 de dezembro.

 

Como dizia, foi ali na Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte em 3 de dezembro de 1976 que euzinha vim dar o ar da graça nesse grande espetáculo que é a vida.

 

Já na chegada pra deixar claro que não sou de ir por onde querem me levar, minha mãe pobrezinha sofreu um bocado pois pra eu sair foi preciso muita força e fórceps. Além dos galos horríveis na cabeça e eu ficar parecendo um etezinho, não houve nenhum agravante. É claro que não estou me referindo ao meu estado psicológico, o qual ainda é uma incógnita para a ciência.

Depois disso eu cresci, nem tanto mas acredito que o suficiente, estudei trabalhei, namorei, tive filho, engordei, emagreci, estudei de novo, engordei de novo e continuo trabalhando, querendo estudar, querendo emagrecer, querendo melhorar, querendo muitas coisas que muitas pessoas também querem, enfim sou gente como todas as gentes do mundo.

Acho que tenho muita coisa pra falar e de repente este seja o melhor espaço para isso, então caros amigos vamos lá está aberta a temporada da verborragia porém, com alguns momentos de profunda reflexão e prometo me esforçar em trazer conteúdo também, mas por favor não exijam muito conteúdo de mim pois to aqui principalmente pra falar do nada, do todo, de qualquer coisa, de coisa nenhuma, simplesmente falar, me expressar, dizer da maneira mais leve e solta que eu puder.

Ta bom já né?????

Chega já me cansei de mim outra hora eu volto com mais, bem mais eu garanto.

Beijos........    



Escrito por karinequerido às 17h53
[]





Oláááááá!!!!!!!!!!!!

E aí pessoal cheguei, depois de muita insistência de uma amiga, a Renata Leite, resolvi criar meu Blog pra falar de tudo e de todos.

Mas prestem atenção eu vou apenas comentar fatos e acontecimentos, não é fofoca são comentários OK?!?!?!?!?!

Depois me apresento, não estou inspirada no momento, então tá. Té maisssssssss.

Beijos



Escrito por karinequerido às 17h33
[]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]